quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Uma Justiça Eleitoral mais célere é possível...

A Justiça Eleitoral como se sabe não pode ser dar ao luxo de prolongar seus processos por décadas. É, sem sombra de dúvidas, a que entrega ao cidadão, a resposta mais rápida entre todas as "justiças". Ocorre que, essa celeridade poderia ser ainda maior caso houvesse a adoção de processos eletrônicos.

O Jornal O GLOBO noticia hoje que 14 mil candidatos aguardam o julgamento de seus processos. Divulga também que 3.200 recursos já foram endereçados ao TSE e ainda não chegaram em Brasília. Esta situação não ocorreria caso se tratasse de processo eletrônico. Ao menos nesta etapa, haveria um ganho, de meses até, na duração do processo. Para postar um processo de qualquer lugar do Brasil para Brasília requer de um cartório o cumprimento de diversas etapas e, além disso, é preciso contar com a eficiência dos Correios .

Quando se fala de duração razoável dos processos, e hoje em dia até a Constituição Federal já trata disso, qualquer prejuízo à celeridade deve ser sanada. Acredito que já deva constar no plano estratégico da Justiça Eleitoral a adoção dessa medida, porém, até o momento não se vê qualquer movimento neste sentido.

link: http://oglobo.globo.com/pais/candidatos-sub-judice-tse-tera-um-mes-para-julgar-14-mil-5998959

Nenhum comentário: