sexta-feira, 18 de abril de 2008

CASO ISABELLA

Eu venho aqui nesse momento manifestar minha total indignação com o comportamento que tenho visto da população em condenar o pai e a madrasta da menina. De onde essas pessoas conseguiram elementos para chegar a esta conclusão? Num jornal foi noticiado que jogaram pedra nos dois quando eles saíram dos seus depoimentos. Volta a perguntar: De onde essas pessoas tiraram a certeza da culpa do casal?

Muitas pessoas estão falando besteira em programas de televisão, tentando desvendar esse mistério, alguns concluíram que o pai é o culpado, outros que a madastra seria a homicida. Estão explorando, como tudo exploram com o único objetivo de aumentar a audiência para valorizar os segundos de seus intervalos comerciais. Não é para isso que servem as concessões das redes de televisão.

Sobre esse caso, a única certeza que eu tenho é que a execração pública pela qual passa esse casa É INJUSTA, porque será injusta mesmo que eles sejam considerados culpados no final!

6 comentários:

Levi disse...

Caros Blogueiros!
Concordo plenamente que este "show" em que se tornou este lamentável episódio esteja sendo debatido por pessoas que mais pensam em como lucrar nesta hitória do que realmente ajudar a desvendar o crime e achar os verdadeiros culpados, seja quem for.
Lembro que comentei com o Leo, como pode um Promotor?! do Ministério Público ficar indo de programa em programa relatar, falar, comentar, debater em público algo que na época era segredo de justiça. Uma pessoa que devia zelar pelo bom andamento do processo e resguardar os direitos dos envolvidos foi o primeiro a expor o caso com se fosse um reality show qualquer.
Infelizmente ainda constata-mos quequando se há uma tragédia que choca o país, há pessoas mais interessadas em lucrar do que ter compaixão.

Abs Leo
Como primeiro post fica um desabafo.
Excelente todos os textos.

Bruno Rodrigues disse...

Mais uma vez a gente vive na doce ilusão Leo, todos tentando acobertar seus sofrimentos e buscando razão para acreditar que nosso país tem solução!

Desse jeito todos ficam felizes, a imprensa que vendeu bastante jornal até a conclusão final da história, e ficou orgulhosa do belo trabalho prestado para a sociedade; a polícia com aquela sensação de dever cumprido, que mostra para a sociedade que é eficiente e encontrou os culpados; e o povo, com aquele sentimento de que a justiça foi feita, quem sabe a partir de agora estamos no rumo certo, esse país ainda tem jeito...

Fica muito mais facil assim do que uma história de uma morte hedionda desta sem nenhum culpado, doce ilusão!

Julio Cesar Oliveira disse...

A paixão é algo que cega a razão. A mídia sabe disso. Por isso ela estimula esse sentimento direcionado a seus interesses, manipulando nossos valores. Repare nas reportagens que tratam do caso. Há sempre uma foto da menina, para que se lembre o quão bonita e meiga era ela. Isso desperta ainda mais um sentimento de ódio contra aqueles que deveriam protegê-la naquele momento: o pai e madrasta (a mãe também tem sua parcela de culpa). Ora, será que esse é o único caso bárbaro que ocorre no Brasil e que merece acompanhamento em cadeia nacional? Acorda Brasil!!

Adriano disse...

É a industria do espetáculo. Tudo, até mesmo um crime bárbaro como este, é transformado em atração para cobrir a grade da programação de todo o tipo de programas, desde Ana Maria Braga, até os que já conhecidos pelo seu sensacionalismo.
Agora, será que esse tipo de cobertura teria tanta repercussão, se não existisse tanto interesse da população? Por que não há a mesma mobilização nacional quando desviam-se milhões dos cofres públicos, deixando centenas de outras crianças em todo o Brasil morrerm das formas mais miseráveis.
Concordo com os comentários anteriores. Mas também acho que nós temos a cobertura que merecemos, ou pior, a que queremos ver.

Grande abraço a todos.

Guga Bellingrodt disse...

Concordo plenamente e nem vou entrar na questão da mídia, fazem de um fato um espetáculo para lucrar com isso. Agora quanto a revolta das pessoas eu entendo, também estou revoltado com o que esse pai e a madrasta fizeram contra uma menina, não existe nada que ela possa ter feito para gerar uma atitude dessas. Mas quero deixar bem claro que sou TOTALMENTE contra fazer justiça com as próprias mãos e jogar pedra nesse casal, quem tem que punir é a justiça e não a população, se não isso aqui vira um caos maior do que já é. Mas para que isso não ocorra é preciso que a nossa mídia e a nossa justiça melhore e muito. A mídia porque transforma tudo em espetáculo e faz com que essas pessoas que foram lá jogar pedras se sintam com o dever cumprido e a justiça porque não puni como deveria punir, é só relembrarmos outros casos de crimes hediondos, acho que esse sentimento de impunidade ajuda as pessoas a tomarem esse tipo de atitude, que repito, é totalmente errada.

Fabiana disse...

De fato a mídia fez do caso da menina Isabella um grande show...
A sociedade já julgou os suspeitos, e agora joga pedras naqueles q são apontados como culpados! Concordo plenamente q isso não pode acontecer de forma alguma, a justiça está aí para exercer esse papel, dando chance a todos de se defender. O que é nosso direito enquanto cidadão.
Então, q sociedade é essa q antes mesmo das provas já esta apontando os culpados??
Na época do plebiscito sobre o desarmamento participei de um ciclo de palestras, que discutia a violência no país. Um dos palestrantes falava sobre os homicídios no Brasil, sabe quantos homicídios vão a julgamento no nosso país?? 3%!!!! 3%!!! TRES POR CENTO!!! Acho que é mais ou menos o caso do Tim Lopes, o da menina que matou os pais em SP, o caso do médico que esquartejou a amante, e mais uns quatro ou cinco casos que ganharam espaço na mídia... o resto dos homicídios viram pizza.
E vamos lembrar que os culpados, comprovadamente culpados, por mais hediondo que tenha sido o crime, receberão no máximo 30 anos de pena, e estarão soltos depois disso (com um bom advogado em 7 ou 8 anos). Isso não me deixa esquecer que em nosso país a Justiça é “justiceira” poucas vezes. Para isso é só lembrar-se do caso da Daniela Perez, onde os suspeitos foram penalizados, e agora já estão de volta às ruas dando continuidade as suas vidas... a Paula Tomas (uma das assassinas) estava estudando na faculdade Cândido Mendes de Ipanema... vai se formar, será que se tornará uma promotora?? Algum dos advogados poderia me responder se isso pode acontecer? E nesse caso a justiça “aconteceu”, a polícia agiu, descobriu os culpados e eles foram presos, cumpriram suas penas e agora gozam suas vidas da melhor forma, direito esse que Daniela Perez foi cerceada. Será que algum dia ela será um dia indicada como promotora para acusar alguém de assassinato?

Desta forma, é cada vez mais difícil acreditar na justiça em nosso país... onde os direitos dos culpados são mais assistidos do que o direito das vítimas! Achar que a sociedade não percebe isso e que não vai reagir é muita ingenuidade, a população é consciente de que a justiça falha na maioria dos casos e não pune como deveria.
Temos que rever nossas leis...

Caso isso não aconteça, acredito que vamos (infelizmente) acabar voltando para as pedras...