quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Ser Humano

O que é "Bem" e o que é "mau"?
Você consegue diferenciar esse antagonismo sem apelar para as culturas de massa como TV e cinema?
Parace fácil, mas não é.
Estou puxando esse assunto porque tive um pesadelo esta noite de arrepiar os cabelos. Sem saber o porquê, eu e um amigo (que hoje não é tão amigo assim) armamos o assassinato de alguém que não consigo lembrar. Tenho a sensação de ser uma pessoa próxima. No sentido de ser conhecida. Mas mesmo assim, sem saber direito quem era, colocamos o plano em prática e concluímos. Meu amigo cortou a garganta do algoz e depois empacotou-o em plástico. Não sei dizer qual foi minha função nesse plano diabólico, mas lembro de me sentir bem ao participar da trama. Me senti bem até saber o resultado. E que resultado.
De uma hora pra outra me deu um aperto no coração. "Por que tirar a vida de alguém?" E passei o resto do sonho me sentindo a pior pessoa do mundo. E não era para menos.
Pois bem. Acordei mal, mas logo identifiquei o problema. Que alívio. Graças a Deus eu ainda era uma pessoa do bem.
Mas o que é "ser do bem"? Será que o "bem" compensa? Ou já chegamos numa fase onde nada importa além de viver e sobreviver às peripercias do mundo.
Claro que vale. Claro que compensa. Mas fazer o "bem" hoje em dia é bem mais difícil. E fazer o "mau" nunca foi tão fácil. Não o "mau" do meu sonho. Esse "mau" não tem dúvidas. Falo do "mau" do dia-a-dia: Fechar a porta do elevador pro vizinho não chegar a tempo; especular o azar de pessoas conhecidas; não fechar os olhos na hora de um casamento e, realmente, não desejar felicidades para o casal que está se unindo bem neste momento na sua frente; falar da boca pra fora um parabéns para aquele amigo que você já não tem muito contato.
Enfim, são só alguns exemplos que me fazem pensar que o ser humano não é humano. Por tudo que vivemos no século XXI, pela pressão que sofremos para sermos os melhores. Por tudo isso, pergunto a você:
Fizeste o "bem" hoje?
E ontem?

Fique tranquilo. Se você realmente for do "bem", você tem o "amanhã" todinho para praticar o "bem".
Faça!!!

Um comentário:

Thaís disse...

É... Eu nunca tinha pensado nisso.
Mas gostei do que você escreveu.

A gente tá tão acostumado a ser egoísta, a fazer coisas apenas para se sentir satisfeito e bem-visto, e a mentir para nós mesmos sobre sermos pessoas do "bem", que esse conceito de bem ou mau fica meio borrado...
E, além disso, encontrar o mau nos outros é sempre fácil.. Difícil é assumir o nosso mau diário.

Vo ficar refletindo... hahaha

Um beijo