quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Justiça às nossas Maravilhas!



A Infoglobo Comunicações S.A. está promovendo uma votação para eleger as 7 Maravilhas do Rio. Entre os indicados estão construções humanas e belezas naturais.

As maravilhas da antiguidade consistiam em sete grandes obras feitas pelo Homem. Este mesmo critério também foi adotado para as sete maravilhas do mundo atual. Será que podemos misturar em uma mesma discussão criações do Homem com paisagens da natureza?

Por exemplo, os Arcos da Lapa, poderiam ser comparados com a Ilha Grande? E o Teatro Municipal estaria no mesmo plano do Parque Nacional da Serra dos Órgãos?

Não vamos entrar aqui em questões religiosas, independente de como essas belezas naturais surgiram, convenhamos que são “obras” extraordinárias e muito mais complexas. Antes da existência humana essas paisagens já estavam aqui. Essas “obras” foram criadas pela vida da Terra, enquanto as outras foram construídas pelas mãos do Homem.
Devido a essas questões resolvemos fazer uma nova votação dividida em duas modalidades, pois desta forma acreditamos que seríamos mais justos tanto com as maravilhas construídas pelo Homem quanto com as maravilhas da natureza.

6 comentários:

Roberta Louzão disse...

Realmente não dá para saber se é pretensão do homem querer disputar com as belezas naturais ou se é uma covardia com ele comparar seus feitos com a poderosa natureza. Mas é fato que não podemos misturar tudo e escolher entre eles.
Muito justa a separação!!!!!!!

Ana Leticia disse...

Como poderemos escolher entre belezas naturais e belezas criadas pelo homem num mesmo contexto? São belezas completamente distintas! Seria como se perguntassem o que eu prefiro, Fernando de Noronha ou Paris? Difícil a resposta não?! Belezas criadas pelas mãos do homem envolvem o contexto histórico em que foram desenvolvidas, o material utilizado, o motivo pelo qual elas foram feitas...enfim, diversas situações que contribuem para a beleza ou não do que está sendo comentado. Já as belezas naturais não têm qualquer contexto ou motivo. São o que são desde que apareceram onde estão, e não têm a menor pretensão de passar nada para o que examina, estão ali e são belas ´por natureza`. O que na minha opinião, as torna muito mais bonitas e o que me faz concordar plenamente com a separação.

Ana Leticia disse...

Como poderemos escolher entre belezas naturais e belezas criadas pelo homem num mesmo contexto? São belezas completamente distintas! Seria como se perguntassem o que eu prefiro, Fernando de Noronha ou Paris? Difícil a resposta não?! Belezas criadas pelas mãos do homem envolvem o contexto histórico em que foram desenvolvidas, o material utilizado, o motivo pelo qual elas foram feitas...enfim, diversas situações que contribuem para a beleza ou não do que está sendo comentado. Já as belezas naturais não têm qualquer contexto ou motivo. São o que são desde que apareceram onde estão, e não têm a menor pretensão de passar nada para o que examina, estão ali e são belas ´por natureza`. O que na minha opinião, as torna muito mais bonitas e o que me faz concordar plenamente com a separação.

Rodrigo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rodrigo disse...

Só pra contariar...

Maravilha é Maravilha e cada um elege a sua, seja ela natural ou feita pelo Homem. Apesar de em algum momento parecer existir uma desequilíbrio na comparação, há outros fatores que exercem influência sobre a escolha. Utilizando o exemplo citado, eu nunca fui em Fernando de Noronha, mas na Lapa estou quase toda semana. O que será uma maravilha pra mim? Um lugar paradisíaco que só conheço pela TV,que tem restrições para entrar, poucos amigos meus já foram, etc... ou um que junta quase todas, senão todas as tribos do Rio. Enfim, não é que Fernando de Noronha não seja uma Maravilha, mas se colocarmos em contextos diferentes na hora de votar, quem sabe os Arcos não ganhe essa disputa?

Ana Leticia disse...

Comentando o comentário do meu caro Rodrigo aí em cima, citei Fernando de Noronha assim como poderia citar a Reserva, Grumari, as Cachoeiras de Carrancas...Se te pedissem para comparar os Arcos da Lapa com a Cachoeira mais bonita de São Pedro da Serra o que você levaria em conta? O objetivo pelo qual vc vai lá, o que vc quer encontrar...vc não concorda que são belezas muito diferentes para serem comparadas? Sem querer mudar sua opinião ou te convencer que estou certa mas pense bem. Não seria injusto ou até mesmo sem parâmetros ou indicadores comparar duas coisas tão diferentes?